quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Passagem



Desde quando me permiti perder o sono por tua causa
E fazer-te fértil em meus pensamentos
E vivo na minha rotina
Dizem os magos que é o desejo
E se for que seja logo
E rápido
Mas que passe, passe fundo
E certeiro
Rasgue, quebre, seja o que for preciso
Apenas seja 
E desapareça
Escape novamente por entre meus dedos
Porque disso eu já me refiz
Apenas faça 
Faça o que tiveres que fazer
Só não te esqueças
Que eu me fiz toda
Em todo instante
E que já não sou nada 
De agora em diante


Joyce Marins

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Adorado estranho


Por qual das ruas você enveredou?
Eu tentei te seguir
Eu tentei não te assustar
E corri
Anjos me diziam pra eu voltar atrás 
Mas eu não pude
Eu precisava ir
Eu não podia voltar
Seu olhar foi tudo que pude guardar
Não o seu nome, ou o seu segredo mais oculto
Apenas o teu olhar
Espero que um dia esse teu olhar encontre o meu
E me faça arrepender de não ter ido até o fim
Naquela rua
Na tua direção

Joyce Cordeiro de Marins

terça-feira, 14 de novembro de 2017

A fortaleza


Das forças que ainda me movem restam as minhas próprias
Ser forte não significa permanecer de pé após a turbulência
Mas levantar-se e firma-se para talvez receber mais um impacto

São forças alheias, forças inimigas, forças que tentam destruir, derrubar
E quando nos parece estarmos distantes de todo o caos
Não nos enganemos, é porque nós já fomos engolidos por ele

E se estivermos no olho do furacão que ao menos possamos sentir e aprender
Sentir um pouco do medo, da dor, da adrenalina, pois assim nos fortaleceremos
Aprender com as circunstâncias, com a dor, com o medo, porque faremos melhor da próxima vez

A força interior, a do mais profundo cerne de nossas almas
A força do âmago do nosso ser
É essa a foça que vai nos fortalecer


Joyce Cordeiro de Marins

Da realeza


A corte toda em festa
Vida que se celebra
Vida longa ao rei!


Sua rainha adornada com brilhantes
Seus olhares entrelaçados e vibrantes
Vida longa ao rei!


A festa não para e não desanima
Ela é rainha mas um dia foi sua menina
Vida longa ao rei!


O rei com seu novo trajar
Faz sua beleza se esbanjar
Vida longa ao rei!


O presente da rainha para o rei
Algo que jamais terei
Vida longa ao rei!


A rainha sorridente e o rei que não se cansa
Os dois unidos na mais real das danças
Vida longa ao rei!


Joyce Cordeiro de Marins